Incentivo ATIVAR.PT: Abertura de candidaturas

No âmbito da medida Incentivo ATIVAR.PT criada e regulada pela Portaria n.º 207/2020, de 27 de agosto, que visa a concessão, à entidade empregadora, de um apoio financeiro aos empregadores que celebrem contratos de trabalho sem termo ou a termo certo, por prazo igual ou superior a 12 meses, com desempregados inscritos no IEFP, com a obrigação de proporcionarem formação profissional aos trabalhadores contratados, foi aprovado pelo Conselho Diretivo do IEFP o primeiro período de candidatura à medida Incentivo ATIVAR.PT.

Este período de candidatura decorre entre as 9h00 do dia 8 de outubro de 2020 e as 18h00 do dia 30 de dezembro, nos termos do aviso de abertura de candidaturas que se encontra disponível para consulta neste Portal. A medida tem uma dotação orçamental de 25 milhões de euros.

A nova medida que se insere no âmbito do ATIVAR.PT – Programa Reforçado de Apoios ao Emprego e à Formação Profissional, previsto no Programa de Estabilização Económica e Social (PEES) com o objetivo de assegurar a manutenção do emprego e a retoma progressiva da atividade económica, substitui a medida Contrato-Emprego, entretanto revogada.

O Incentivo ATIVAR.PT vem introduzir incentivos reforçados para estimular a contratação dos públicos de menor empregabilidade, prevendo ao mesmo tempo um conjunto de mecanismos transitórios de resposta aos novos desempregados e de adequação ao atual contexto.

A candidatura é efetuada no portal iefponline, na área de gestão de cada entidade, através de sinalização de oferta de emprego registada nesse portal, desde que a mesma cumpra os requisitos de elegibilidade e que a empresa tenha manifestado a intenção de apresentar uma candidatura.

Assim, podem originar uma candidatura as ofertas de emprego apresentadas ao IEFP, no período compreendido entre o dia 1 de junho de 2020 e o dia 22 de dezembro de 2020, inclusive (devendo as entidades, para o efeito, efetuar o registo prévio no referido portal, caso ainda não estejam registadas).

Antes de se candidatar, consulte o regulamento para verificação das condições de acesso, direitos e obrigações.

Consulte, também, o guia de apoio à apresentação de candidaturas disponibilizado no menu Medidas de Apoio> Apoios à contratação deste portal.

Mais informações ou esclarecimentos, podem ser obtidos através das linhas telefónicas 300 010 001 e 215 803 555 (dias úteis das 8h00 às 20h00).

Incentivo ATIVAR.PT: Abertura de candidaturas

No âmbito da medida Incentivo ATIVAR.PT criada e regulada pela Portaria n.º 207/2020, de 27 de agosto, que visa a concessão, à entidade empregadora, de um apoio financeiro aos empregadores que celebrem contratos de trabalho sem termo ou a termo certo, por prazo igual ou superior a 12 meses, com desempregados inscritos no IEFP, com a obrigação de proporcionarem formação profissional aos trabalhadores contratados, foi aprovado pelo Conselho Diretivo do IEFP o primeiro período de candidatura à medida Incentivo ATIVAR.PT.

Este período de candidatura decorre entre as 9h00 do dia 8 de outubro de 2020 e as 18h00 do dia 30 de dezembro, nos termos do aviso de abertura de candidaturas que se encontra disponível para consulta neste Portal. A medida tem uma dotação orçamental de 25 milhões de euros.

A nova medida que se insere no âmbito do ATIVAR.PT – Programa Reforçado de Apoios ao Emprego e à Formação Profissional, previsto no Programa de Estabilização Económica e Social (PEES) com o objetivo de assegurar a manutenção do emprego e a retoma progressiva da atividade económica, substitui a medida Contrato-Emprego, entretanto revogada.

O Incentivo ATIVAR.PT vem introduzir incentivos reforçados para estimular a contratação dos públicos de menor empregabilidade, prevendo ao mesmo tempo um conjunto de mecanismos transitórios de resposta aos novos desempregados e de adequação ao atual contexto.

A candidatura é efetuada no portal iefponline, na área de gestão de cada entidade, através de sinalização de oferta de emprego registada nesse portal, desde que a mesma cumpra os requisitos de elegibilidade e que a empresa tenha manifestado a intenção de apresentar uma candidatura.

Assim, podem originar uma candidatura as ofertas de emprego apresentadas ao IEFP, no período compreendido entre o dia 1 de junho de 2020 e o dia 22 de dezembro de 2020, inclusive (devendo as entidades, para o efeito, efetuar o registo prévio no referido portal, caso ainda não estejam registadas).

Antes de se candidatar, consulte o regulamento para verificação das condições de acesso, direitos e obrigações.

Consulte, também, o guia de apoio à apresentação de candidaturas disponibilizado no menu Medidas de Apoio> Apoios à contratação deste portal.

Mais informações ou esclarecimentos, podem ser obtidos através das linhas telefónicas 300 010 001 e 215 803 555 (dias úteis das 8h00 às 20h00).

Procedimento Concursal para Contratação de 1 Técnico Superior – Engenharia Civil

A Câmara Municipal de Alcanena abriu, pelo prazo de 10 dias úteis, a contar da data de publicação na Bolsa de Emprego Público (BEP), do aviso publicado no Diário da República, ou seja, de 2 a 15 de julho de 2020, o procedimento concursal comum em regime de contrato de contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado, para preenchimento de um posto de trabalho da carreira e categoria técnica superior – área de atividade Engenharia Civil. 

A formalização de candidaturas é realizada mediante preenchimento do formulário de candidatura, de utilização obrigatória, datado e assinado, disponível no sítio da internet da Câmara Municipal de Alcanena, em www.cm-alcanena.pt, o qual, bem como a documentação que o deve acompanhar, poderá ser entregue pessoalmente, no edifício da Câmara Municipal, Serviço de Expediente, sito na Praça 8 de Maio, 2380-037 Alcanena, ou remetido por correio, para a mesma morada, com aviso de receção, expedido até ao dia 15 de julho de 2020. Não serão aceites candidaturas enviadas por correio eletrónico.

Mais informações no site do município.

Concurso Interno de Ingresso para Preenchimento de 14 Postos de Trabalho para a Carreira de Bombeiro Sapador Municipal

A Câmara Municipal de Alcanena abriu, pelo prazo de 10 dias úteis a contar da data de publicação do respetivo aviso no Diário da República (de 2 a 15 de julho de 2020), o concurso interno de ingresso para preenchimento de 14 postos de trabalho para a carreira de bombeiro sapador municipal, categoria de sapador bombeiro, pertencente ao mapa de pessoal do Município de Alcanena. 

A apresentação da candidatura pode ser efetuada por correio registado com aviso de receção, para o endereço Praça 8 de Maio, 2380-037 Alcanena, até ao termo do prazo fixado (15 de julho de 2020), podendo também ser entregue pessoalmente, nos dias úteis, no serviço de Expediente da Câmara Municipal de Alcanena, entre as 9:00h e as 16:30h. Não serão aceites candidaturas enviadas por correio eletrónico.

Mais informações no site do município.

Férias Ativas de Verão 2020

Edição de 2020 decorre de 6 a 31 de julho, no escrupuloso cumprimento das regras definidas pelo Governo, Direção Geral de Saúde e demais entidades

Inscrições exclusivamente online, em https://sites.google.com/site/feriasemalcanena/

A edição de 2020 das Férias Ativas de Verão, uma iniciativa do Município de Alcanena, feita a pensar na ocupação das crianças do concelho durante o período de férias escolares, decorre de 6 a 31 de julho.

Dividido em quatro turnos, com a duração de 5 dias cada (de 6 a 10 de julho; de 13 a 17 de julho; de 20 a 24 de julho; e de 27 a 31 de julho), este programa destina-se a crianças e jovens com idades compreendidas entre os 6 e os 12 anos e inclui um vasto leque de atividades de Desporto/Atividade Física/Exercício/Recreação, desenvolvidas ar livre e assentes na prática individual, nas quais é possível manter o distanciamento físico recomendado nas Recomendações e Medidas de Prevenção da COVID-19 na Organização de Campos de Férias (RMPOCF), emanadas pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ).

No seguimento das RMPOCF, face ao contexto da pandemia COVID-19, cada turno terá um máximo de 20 participantes divididos por 2 grupos de 10.

O programa inclui as seguintes atividades:
-Exercício Físico (por exemplo: Aeróbica, Zumba e circuitos de força);
– Atletismo;
– Jogos recreativos (por exemplo: Jogos Tradicionais);
– Ténis;
– Expressão Motora (por exemplo: deslocamentos e desenvolvimento do equilíbrio);
– Caça ao Tesouro;
– Pedi Paper;
– Jogos de Cultura Geral;
– Orientação Urbana;
– Workshops temáticos no Jardim da Biblioteca Municipal de Alcanena;
– Outras práticas de Atividade Física (por exemplo: Ioga).

A inscrição inclui equipamento necessário à realização das atividades e seguro de acidentes pessoais, tendo o valor de 10,00€ por turno/semana. Em caso de inscrição de irmãos, na segunda inscrição será efetuado um desconto de 50%, desconto também aplicável a alunos beneficiários do escalão A da ação social escolar, mediante a apresentação do respetivo comprovativo da Segurança Social (descontos não acumuláveis). Para os participantes que queiram optar pela inclusão da alimentação, acrescem 20€ por semana/turno ao valor da inscrição.

Os interessados em participar nas Férias Ativas de Verão deverão efetuar a sua inscrição online, em https://sites.google.com/site/feriasemalcanena/, a partir das 23:59h do dia 15 de junho de 2020, efetuando o pagamento por transferência bancária ou, presencialmente, no Espaço do Cidadão da Câmara Municipal ou na Delegação de Minde.

Mais informações através do telefone 249 889 112 ou do e-mail desporto@cm-alcanena.pt.

As normas específicas do procedimento online da Férias Ativas de Verão 2020, programa, cartaz e respetiva arrecadação da receita foram aprovadas na reunião de câmara realizada a 15 de junho de 2020.

Fonte: Município de Alcanena

Recolha Sangue – Alcanena

A Associação de Dadores de Sangue do Concelho de Alcanena e o Instituto Português do Sangue e da Transplantação, IP, organizam, no próximo dia 28 de junho, mais uma recolha de sangue.

Os(As) interessados(as) deverão deslocar-se ao Complexo Paroquial Jubileu 2000 entre as 9 e as 13 horas.

Lembre-se Dar Sangue é Dar Vida

Época Balnear 2020

As praias constituem espaços lúdicos muito importantes em Portugal, visitadas todos os anos por milhares de pessoas, pelo que, no atual contexto da pandemia COVID-19, importa definir os procedimentos a ter em consideração na sua utilização, de forma a não colocar em risco a estratégia adotada no controlo da pandemia.

Com base em dados de surtos anteriores de SARS e MERS, os cientistas estimam que há um baixo risco de transmissão do vírus que causa a doença COVID- 19 através da água. Mas o risco de contaminação através das secreções respiratórias de uma pessoa infetada (tosse e espirros)  ou por superfícies contaminadas continuam a ser os veículos de transmissão, que também acontecem nestes espaços, pelo que a utilização das praias não constituiu uma exceção ao cumprimento das medidas gerais para a pandemia, definidas pela Direção- Geral de Saúde (DGS), em que se recomendam, o distanciamento físico, a higiene frequente das mãos, a etiqueta respiratória, a limpeza e higienização dos espaços e a utilização de máscara e viseira, quando tal se revele necessário e adequado.

Assim é importante adotar medidas de manutenção do risco tão baixo quanto possível, o que pode ser alcançado através da divulgação intensiva à população dos cuidados a ter nestes espaços públicos e na sua preparação para que induzam à adoção de boas práticas e na promoção, com uma articulação de todas as entidades com competência para potenciar as ações de prevenção e fiscalização.

No que se refere aos utentes destes espaços é importante que sejam utilizadas as seguintes boas práticas para uma ida à praia em segurança:

· Antes da praia: verificar a afluência às praias próximas, consultando a app InfoPraia, preferindo as que estão com um nível de ocupação mais baixo, assinaladas a verde, bem como praias vigiadas e com controlo da qualidade;

· Quando se verificar um nível elevado de ocupação não arriscar deslocação, pois pode ser difícil manter a distância de segurança;

· Nos acessos à praia: usar calçado, circular sempre pela direita e seguindo as indicações que possam existir no chão e mantendo a distância de 1,5 metros dos outros utentes que não pertençam ao mesmo grupo;

· Na praia: preservar a distância de segurança de 1,5 metros aos outros utentes, na praia, à beira-mar e no banho;

· No bar da praia, instalações sanitárias: usar calçado, desinfetar as mãos e manter a distância de segurança;

· Na saída da praia: não deixar resíduos nem beatas na praia devendo ser acondicionados e colocados nos contentores respetivos (máscaras e luvas são sempre depositados nos contentores de lixos indiferenciados).

Seja um agente de saúde pública.

Consulte o Manual com as linhas orientadoras.

COVID-19 – 1.º guia da DGS para o dia a dia

Primeiro volume do manual da DGS para o dia a dia faz recomendações sobre as atividades mais habituais. Da lavagem da roupa ao ar condicionado, da limpeza das casas às formas de arejar as divisões.

O guia divulgado esta quinta-feira é apenas o primeiro volume de um manual que a DGS preparou com orientações para o dia a dia. Esta primeira parte fala do uso de equipamento de proteção, como máscaras, viseiras e luvas, mas também das medidas de higiene pessoal e das casas — como a desinfeção de maçanetas, o arejamento das divisões, a forma de lavar as roupas ou de tratar o lixo.

Site da DGS

Fonte: Observador

COVID-19 – ANACOM lança guia prático para responder às dúvidas dos consumidores

ANACOM lançau um guia prático para responder às principais dúvidas dos consumidores de comunicações, no atual quadro excecional decorrente da pandemia de COVID-19. O objetivo é ajudar os utilizadores a conhecer os seus direitos, apoiando-os na atual conjuntura.

O guia dá resposta a um vasto conjunto de questões que chegaram ao conhecimento da ANACOM através de reclamações e pedidos de informação feitos nos livros de reclamações ou recebidos diretamente através dos meios de contacto que disponibiliza. Relevam-se a título de exemplo algumas das questões suscitadas:

  • O que posso fazer se não conseguir pagar os meus serviços de comunicações?
  • Posso cancelar o contrato sem penalização?
  • Posso reduzir o meu contrato?
  • O operador pode suspender os meus serviços?
  • Posso manter os serviços pagando mais tarde as minhas dívidas?

Estas e outras perguntas encontram resposta neste guia prático da ANACOM, numa linguagem simples, clara e facilmente entendível, que contribui para um maior esclarecimento dos consumidores, o que os habilita a fazer uma gestão mais adequada do seu contrato e da relação com o seu prestador de serviços.

O Guia do Consumidor está disponível em https://www.anacom-consumidor.pt/ e é apresentado no formato flipbook, o que facilita a sua consulta. Está igualmente disponível para download.