Constrangimentos no abastecimento de Água em Alcanena – 25 e 26 de maio

Comunica-se à população de Alcanena, que devido a intervenção programada, na rede de abastecimento de Água de Alcanena, a decorrer das 22h30 do dia 25/05/2020 e as 03h00 do dia 26/05/2020, haverá constrangimentos e, eventuais cortes, no abastecimento de água, nos seguintes locais e zonas envolventes:

  • Av. 25 de Abril, entre o seu cruzamento com a Rua Dr. Costa e Silva e a Rua da Saudade;
  • Rua da Saudade;
  • Rua Prof.ª Margarida Louro;
  • Rua Zeca Afonso;
  • Rua Bernardo Santareno;
  • Rua Calouste Gulbenkian;
  • Rua João da Silva Nazário;
  • Rua Dr. José Vasques Tenreiro;
  • Rua António Augusto Louro;
  • Praceta Sá Carneiro;
  • Rua do Balancal;

Prevê-se que a intervenção tenha a duração de três horas, estimando-se que a situação fique normalizada a partir das 03h00 do dia 26/05/2020.

Pede-se a compreensão da população afetada, lamentando desde já o incómodo que possamos causar, informando que desenvolveremos todos os esforços no sentido de minimizar os efeitos desta intervenção e antecipar o restabelecimento do serviço.

Em caso de necessitar de esclarecimentos, deverá contatar os nossos serviços:

por telefone: 249 899 414

por email: servico.clientes@aquanena.pt

Queimas de Sobrantes e Queimadas – Informação Semanal

Semana de 25 a 31 de maio 2020

De acordo com a informação atmosférica disponibilizada pelo IPMA, é possível aferir com alguma antecedência a possibilidade de realização de queimas de sobrantes e queimadas, no entanto esta informação poderá ser alvo de alteração, atendendo à disponibilidade de dados mais atualizados.

É obrigatório comunicar antecipadamente aos Bombeiros Municipais de Alcanena, ou aos Bombeiros Voluntários de Minde, ou ao próprio Gabinete Técnico Florestal, ou ainda à Junta de Freguesia da sua área de residência a realização destas operações, caso não seja feito, incorrem em incumprimento.

Autorização Queimas de Sobrantes:
– Segunda-feira, 25 de maio – SIM – das 7:00h às 10:00h
– Terça-feira, 26 de maio – SIM – das 7:00h às 10:00h
– Quarta-feira, 27 de maio – SIM – das 7:00h às 10:00h
– Quinta-feira, 28 de maio – SIM – das 7:00h às 10:00h
– Sexta-feira, 29 de maio – SIM – das 7:00h às 10:00h
– Sábado, 30 de maio – SIM – das 7:00h às 10:00h
– Domingo, 31 de maio – SIM – das 7:00h às 10:00h

Nota: As Autorização de queimadas, requerem de Autorização e Aprovação Prévia do Gabinete Técnico Florestal

Contactos:
Bombeiros Municipais de Alcanena e GTF – 249 887 200;
Bombeiros Voluntários de Minde – 249 840 122

REGRESSO ÀS AULAS DOS 11º E 12º ANOS – AUTARQUIA ASSEGURA TRANSPORTE ESCOLAR

Informam-se os alunos do 11.º e 12.º anos, cujas aulas em regime presencial recomeçam a 18 de maio, que a Câmara Municipal de Alcanena irá assegurar o transporte escolar até ao final do ano letivo.

Devido à pandemia da covid-19, os alunos estão obrigados a usar máscara ou viseira na utilização do transporte escolar (trajeto casa-escola | escola-casa) e a cumprir as orientações da Direção Geral da Saúde.

No dia 18 de maio, segunda-feira, os alunos devem aguardar o transporte escolar na paragem de autocarro da sua localidade de residência, nos horários abaixo indicados:

Cuide de Si, Cuide de Todos!
Seja um agente de saúde pública!

Fonte: Município de Alcanena

Agenda de Desconfinamento

04 de maio

O que abre / passa a ser possível

  • serviços públicos: balcões desconcentrados de atendimento ao público (por marcação prévia)
  • lojas com porta aberta para a rua até 200 m2 (a partir das 10h)
  • livrarias e comércio automóvel, independentemente da área
  • cabeleireiros, barbeiros, manicures, pedicures e similares (por marcação prévia)
  • bibliotecas e arquivos
  • jardins zoológicos, oceanários, fluviários e afins
  • prática de desportos individuais ao ar livre (sem utilização de balneários nem piscinas)
  • pesca lúdica

O que continua fechado / proibido

  • exercício profissional continua em regime de teletrabalho, sempre que as funções o permitam
  • lojas de cidadão
  • lojas com área superior a 200 m2 ou inseridas em centros comerciais
  • restaurantes, cafés e pastelarias (exceto em take away ou entregas ao domicílio)
  • esplanadas
  • discotecas e bares
  • termas, piscinas (cobertas e ao ar livre), ginásios, spas, massagens
  • escolas, jardins de infância e creches
  • equipamentos sociais na área da deficiência
  • ATLs
  • equipamentos culturais (museus, monumentos e palácios, galerias de arte, salas de exposições e similares)
  • cinemas, teatros, salas de espetáculos, auditórios
  • centros de congressos e salas de conferências
  • casinos e bingos
  • praças de touros
  • recintos e provas desportivas
  • eventos / ajuntamentos com mais de 10 pessoas, exceto:
    • funerais: com a participação de familiares

18 de maio

O que abre / passa a ser possível

  • lojas com porta aberta para a rua até 400 m2 ou partes de lojas até 400 m2 (ou maiores, por decisão da autarquia)
  • restaurantes, cafés e pastelarias (lotação a 50%, funcionamento até às 23h)
  • esplanadas
  • ensino secundário: 11.º/12.º anos ou 2.º e 3.º anos de outras ofertas formativas (10h-17h)
  • creches (com opção de apoio à família)
  • equipamentos sociais na área da deficiência
  • equipamentos culturais (museus, monumentos e palácios, galerias de arte, salas de exposições e similares)

O que continua fechado / proibido

  • exercício profissional continua em regime de teletrabalho, sempre que as funções o permitam
  • lojas de cidadão
  • lojas com área superior a 400 m2 (salvo decisão da autarquia) ou inseridas em centros comerciais
  • discotecas e bares
  • termas, piscinas (cobertas e ao ar livre), ginásios, spas, massagens
  • ensino básico + 10.º ano de escolaridade
  • jardins de infância
  • ATLs
  • cinemas, teatros, salas de espetáculos, auditórios
  • centros de congressos e salas de conferências
  • casinos e bingos
  • praças de touros
  • recintos e provas desportivas
  • eventos / ajuntamentos com mais de 10 pessoas, exceto:
  • funerais: com a participação de familiares

01 de junho

O que abre / passa a ser possível

  • teletrabalho parcial, com horários desfasados ou equipas em espelho
  • lojas de cidadão
  • lojas com área superior a 400 m2 ou inseridas em centros comerciais
  • creches
  • pré-escolar
  • ATLs
  • cinemas, teatros, salas de espetáculos, auditórios (com lugares marcados, lotação reduzida e distanciamento físico)
  • futebol: a partir de 30-31/05 retomam as competições oficiais da 1.ª Liga e a Taça de Portugal

O que continua fechado / proibido

  • discotecas e bares
  • termas, piscinas (cobertas e ao ar livre), ginásios, spas, massagens
  • ensino básico + 10.º ano de escolaridade
  • centros de congressos e salas de conferências
  • casinos e bingos
  • praças de touros
  • provas desportivas em recintos fechados e/ou com público
  • eventos / ajuntamentos com mais de 10 pessoas, exceto:
    • funerais: com a participação de familiares
    • cerimónias religiosas: desde 30-31/05, seguindo orientações da DGS

Notas:

  • Confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa
  • Dever cívico de recolhimento domiciliário
  • Uso obrigatório de máscara em transportes públicos, lojas, serviços de atendimento ao público e escolas (exceto crianças em jardins de infância e creches)

Plano de Desconfinamento – Medidas Gerais

Foi declarada a situação de calamidade

O que implica a declaração situação de calamidade?

A declaração da situação de calamidade visa reconhecer a necessidade de adotar medidas de caráter excecional destinadas a prevenir, reagir ou repor a normalidade das condições de vida nas áreas atingidas pelos efeitos da ocorrência ou perigo de ocorrência de acidente grave ou catástrofe

A pandemia da COVID-19 é uma catástrofe?

Sim. A Lei de Bases da Proteção Civil define catástrofe como o acidente grave ou a série de acidentes graves suscetíveis de provocarem elevados prejuízos materiais e, eventualmente, vítimas, afetando intensamente as condições de vida e o tecido socioeconómico em áreas ou na totalidade do território nacional, o que se tem verificado com a pandemia COVID-19.

Qual a diferença entre o estado de emergência e a situação de calamidade?

O estado de emergência é um mecanismo excecional e de último recurso. A situação de calamidade é um mecanismo legal, devendo a sua execução obediência à lei e à Constituição. A situação de calamidade permite medidas restritivas, mas o seu âmbito é menor que o do estado de emergência.

Que condições vão e devem estar reunidas durante a situação de calamidade, de maneira a permitir uma retoma progressiva da vida social?

Vão estar reunidas as seguintes condições:

  1. Disponibilidade no mercado de máscaras e gel desinfetantes;
  2. Higienização regular dos espaços;
  • Lotação máxima reduzida;
  1. Higiene das mãos e etiqueta respiratória;
  2. Distanciamento físico de 2 metros;
  3. Uso obrigatório de máscaras nos transportes públicos, escolas, comércio e outros locais fechados com múltiplas pessoas.

Quais são os deveres gerais que devo observar durante a situação de calamidade?

Os deveres gerais a observar durante a situação de calamidade são os seguintes:

  1. Confinamento obrigatório para pessoas doentes com COVID-19 e em vigilância ativa;
  2. Dever cívico de recolhimento domiciliário;
  3. Proibição de eventos ou ajuntamentos com mais de 10 pessoas, exceto em funerais, onde podem estar presentes os familiares;

Quanto tempo vai durar a situação de calamidade?

A situação de calamidade começa às 0:00 do dia 3 de maio e dura até às 23:59 do dia 17 de maio. Ao fim de 15 dias, as decisões serão reavaliadas, podendo ser decidida a prorrogação da situação de calamidade

Consulte também a Agenda de Desconfinamento

“+ Acesso” – Serviço de Prescrição de Produtos de Apoio

O CRIT (Centro de Reabilitação e Integração Torrejano), sendo centro prescritor pelo IEFP por intermédio do seu Centro de Recursos, disponibiliza o serviço de prescrição de produtos de apoio, para pessoas com deficiência ou incapacidade, com vista ao acesso ou manutenção de emprego e/ou formação profissional.

Apoios:

. Ajuda no processo de candidatura e recolha de documentação obrigatória;

. esclarecimento de dúvidas e procura da solução mais adequada;

. avaliação e prescrição dos produtos de apoio necessários.

Para mais informações: crecursos.fe@crit.pt ou 249 819 060

Máscaras Solidárias para Apoio Comunitário

Se gosta de costurar e tem tempo para contribuir para esta causa, contacte a Câmara Municipal de Alcanena
Ajude-nos a ajudar quem precisa!

O uso de máscara de proteção é obrigatório em várias situações, nomeadamente na ida a lojas, nos transportes públicos e nos serviços públicos, entre outros. As máscaras passaram, assim, a fazer parte do nosso dia-a-dia.

Face a esta nova realidade, a Câmara Municipal apela a todos/as os/as que gostam de costurar e dispõem de algum tempo livre, para que se associem ao Município, através da confeção de máscaras solidárias para uso comunitário.

Se gosta de costurar e tem tempo para contribuir para esta causa, contacte-nos!
Ajude-nos a ajudar quem precisa!

Para mais informações, contacte a Câmara Municipal, através da linha Alcanena Apoia – 249 890 026.

Junte-se a Nós!

Fonte: Município de Alcanena